• Luciana Mallet

Quero contratar um escritório de arquitetura. O que preciso saber?


Olá! Eu sou a Luciana Mallet, arquiteta e consultora para arquitetos, e vou dividir com vocês, quinzenalmente, tópicos, dores e delícias, do mundo da arquitetura e do empreendedorismo do segmento. Para esta estreia, um assunto que ronda o imaginário de todos nós: o que preciso saber ao contratar um arquiteto?

Como contratar um arquiteto
(Crédito: Daniel McCullough/ Unsplash)

Diariamente, nas consultorias com os meus clientes arquitetos – além de ter algumas lembranças pessoais, – vejo o quanto muitos clientes que irão contratar um projeto não estão preparados para esse momento. Se você vai contratar um arquiteto, uma coisa é certa: você tem uma obra pela frente. Pode ser uma construção ou uma pequena reforma, mas o projeto é o pontapé inicial desse processo, algo que guiará todas as decisões futuras que envolvem, entre sonhos e expectativas, muito tempo e dinheiro. Entender o que vem pela frente é fundamental nesta decisão.

Leva tempo pensar, propor e executar um projeto. Sem ele, além de irregular, até é possível fazer uma obra, mas se prepare, pois a chance de dar errado é grande. Isso porque obra sem projeto - ou com ele em andamento - leva mais tempo e custa mais. Cliente: se você precisa de um projeto “para ontem”, você errou na data de procurar o profissional. Arquiteto: seja firme com seus prazos e processos. Você, arquiteto, sabe a complexidade que envolve projetar, seu cliente não. Cabe a você explicar o que está compreendido naqueles desenhos e planilhas, quantas vezes for necessário. E lembre-se: você não faz milagre, não prometa algo que não vai conseguir cumprir depois.

Dúvida frequente: o que é projeto e o que é execução / acompanhamento de obra?

Existem escopos diferentes de contratação em cada fase. O arquiteto pode ser contratado para fazer apenas o projeto, mas também pode ser contratado para acompanhar/vistoriar a execução da obra. Neste caso, o custo aumenta, pois o profissional irá se certificar que tudo está sendo executados conforme o plano, prazo ou por todas as decisões de obra.

Cliente, entenda qual a sua real necessidade e o que vai te atender. Se você não contratar o acompanhamento ou gerenciamento, não procure seu arquiteto como se o tivesse. Arquiteto, se você não vende o acompanhamento de obra, mas também não dorme pensando nos problemas de obra, jamais venda projeto sem vender este serviço. Logo, minha sugestão é que na proposta você, arquiteto, não deixe dúvidas sobre o seu papel na obra.

Orçamento: cabe no meu bolso?

Cliente, prepare-se, pois sem falsas ilusões, sim, custa caro um bom projeto. Por menor que sejam as intervenções, em geral são muitas equipes envolvidas, materiais, tecnologia, infraestrutura – tudo que não se vê, mas custa. Informe-se sobre preços e sua real possibilidade. Seja franco sobre sua disponibilidade financeira, pois assim o profissional vai elaborar um projeto que caiba no seu orçamento ou indicar execução em etapas. Sem essa informação, corremos o risco de gastar toda a verba numa fase inicial e ter dificuldade de finalizar a obra. Arquiteto, não tenha medo de falar sobre números. Se o cliente não tiver condições de executar o projeto, ele não está pronto para ser seu cliente.



Orçamento para contratar arquiteto
(Crédito: Damir Spanic/ Unsplash)

E por fim, a comunicação é peça chave nessa decisão e contratação!

Só com uma comunicação clara que nos protegemos de falsas expectativas. Comunicação desalinhada é problema na certa. Arquiteto, é sua função conduzir este processo. Apresente sua forma de trabalho e certifique-se de esclarecer as dúvidas do cliente. Cliente, procure alguém com quem você se identifica. Seja franco quanto ao orçamento, expectativas e sonhos. Não se sinta constrangido. Quanto mais informações seu arquiteto tiver, mais o projeto vai te atender. Para ambos: Não tenham medo de colocar os possíveis problemas na mesa. Desinformação é um problema maior do que os perrengues que vão surgir depois.

Sobre a arquiteta e consultora Luciana Mallet

Formada em arquitetura e urbanismo, Luciana Mallet sempre se mostrou dedicada à produtividade, pessoas e estratégia e, após trabalhar na área, decidiu repensar o mercado em que iria atuar dentro da arquitetura. Com a realização de um MBA em Gestão, Empreendedorismo e Marketing pela PUCRS, Luciana pode utilizar seu conhecimento e experiência como arquiteta para apoiar e desenvolver outros profissionais da área com consultoria e com a mentoria do planejamento estratégico para pessoas e organizações. Atualmente, atende cerca de 70 clientes por ano, de todo Brasil, que buscam um bom início de carreira e consolidação no mercado.

Para saber mais sobre o trabalho:

www.lucianamallet.com

coaching@lucianamallet.com

Instagram: @lumallet.para.arquitetos






3 comentários

Posts recentes

Ver tudo